The Balcony Chiang Mai Village – Nosso hotel em Chiang Mai

Chiang Mai aparece em TODOS os guias sobre a Tailândia um dos melhores lugares para fazer turismo no país. É a cidade mais barata da para se visitar na Tailândia, você provavelmente irá ler em muitos lugares que ela é o lugar mais incrível que existe. Que é a capital espiritual do país e tal.

Para ser muito sincera foi a cidade que eu menos gostei em todo o Sudeste Asiático. Ela é vendida como a maior maravilha do mundo, mas na verdade é uma cidade plana enorme, muito seca e poluída e que sobrevive às custas da exploração de pessoas e animais.

Isso não quer dizer que a cidade é horrível e que eu não ache que ela não merece uma visita, mas sem dúvida nenhuma, eu acredito que é um turismo que deve ser discutido e questionado. Mas isso é assunto para um outro momento.

Chiang Mai é uma cidade grande que é vendida como cidade pequena. Quando eu comecei a pesquisar sobre a cidade eu imaginava uma coisa meio Itacaré, sabe? Talvez meio Búzios, só que sem as praias. Um vilazinha com um potencial turístico inacreditável. Estava enganada. A cidade não tem nada de vila, é gigante e dividida entre a parte antiga, que fica dentro da muralha, e a parte nova, que cerca essa muralha.

Quando eu comecei a presquisar sobre os hotéis da cidade eu logo percebi que ficar dentro da parte murada sairia bem mais caro do que que do lado de fora, mas também percebi que para quem viaja sem carro, meu caso, tudo fica meio longe.

Olhando pelo Booking O hotel The Balcony Chiang Mai Village parecia uma excelente opção, novinho, foi inaugurado em 2013, nós viajamos em 2015, os reviews eram maravilhosos e o preço bem convidativo.

De antemão eu já sabia que ficaríamos distantes do centro e que ocasionalmente rolavam umas festas de casamento no terreno do lado que incomodavam muito os hóspedes com uma música alta que varava a madrugada. Mas também sabia que o hotel contava com somente 12 quartos bastante exclusivos.

Contratamos com o próprio hotel um transfer que nos buscaria na estação de trem. Para nossa surpresa, quando chegamos na estação, depois de uma noite dormida no trem, fomos recepcionados por um super carro utilitário de luxo. Só para nós 3!

Chegamos no hotel cedo e pediram que esperássemos na recepção ou no restaurante que existe na parte da frente ao hotel, o Fang Coffee. Fomos para o restaurante, que por sinal era muito agradável, e ficamos lá por quase uma hora, uma funcionária do hotel foi até lá nos buscar e avisou que nossos quartos ficariam prontos mais cedo do que o esperado.  O hotel é super bem decorado, inspirado nas tribos das montanhas, com muita madeira escura contrastando com paredes claras, bastante verde e detalhes de bambu. Também tinham várias estátuas pelo hotel.

Nosso quarto ficava no primeiro andar da construção anexa e só poderia ser descrito como FENOMENAL! Ele era imenso! Ficamos no Grand Deluxe, que é o maior quarto que eles tem . São 40m2 de pura felicidade. Piso de tábua corrida, móveis escuros, cortinas e roupas de cama claras, uma caminha extra (onde a Julia poderia dormir) e uma cama de casal gigantesca que se eu pudesse teria enviado para a minha casa (e onde a Julia realmente dormiu, porque ela é dessas). Melhor cama que já ficamos na vida, e olha que nós sempre damos sorte e pegamos hotéis com camas maravilhosas, mas essa espetacular!! Nem a Julia conseguiu esconder a felicidade e ficou correndo loucamente pelo quarto, subindo nas camas, calçando o chinelo de palha que eles deixam para os hóspedes. Lembrando que na Tailândia o costume é não usar o sapato dentro de casa, e o mesmo deve ser aplicado aos quartos de hotel. Era comum ver na escadinha do quarto os sapatos e chinelos dos hóspedes.

O quarto tinha ainda um banheiro com uma banheira, secador de cabelo e um aparador que serviu diversas vezes como fraldário. Nosso quarto tinha vista para a piscina e uma mesas com duas cadeirinhas. Além disso tudo, as facilidades que normalmente tem nos hotéis: TV, ar condicionado, cofre, microondas, cafeteira, chaleira elétrica, frigobar, wifi, produtos de banho.

A piscina era muito boa e contava com uma parte de Jacuzzi e uma outra que é tipo uma fonte onde no centro fica um vaso enorme, essa parte é bem rasa e foi praticamente uma piscininha para a Julia, ela amou.

Nós precisávamos lavar roupa quando chegamos em Chiang Mai, mas era bem caro lavar pelo hotel, então a única funcionária que falava bem inglês, nos ofereceu que uma das moças da limpeza levasse para a casa dela e lavasse. Foi bem barato, acho que uns 5 dólares e a roupa voltou lavada e passada.

O café era bom, nada fenomenal se comparado ao do Eastin Grand Sarthon. Eram 3 opções, um prato asiático que vinha com arroz, peixe e salada, um americano com salsicha, bacon e  ovos mexidos e o terceiro tinha torrada, frutas, granola e iogurte. Comi todos e todos estavam excelentes. Única reclamação que eu tenho sobre o café da manhã é que eles regulavam a quantidade de frutas, então a Julia, que comia só o ovo mexido, pedia fruta e eles faziam cara feia para dar. Mas é só ignorar que eles trazem mesmo contrariados. Os funcionários são prestativos mas falavam bem pouco inglês, com excessão de uma das funcionárias que eu acho que era a gerente, isso foi um problema algumas vezes.

O Preço do hotel é muito bom para o conforto que ele oferece. Dei uma pesquisada hoje e o quarto que ficamos está saindo por uns 275 reais a diária. De um modo geral os funcionários foram super solicitos, nos ajudando a escolher o curso de culinária que eu faria e os passeios.  Como ponto fraco: A distância do centro e o fato deles não terem transfer gratuito para o centro nenhuma vez durante o dia, só tem para o mercado noturno a noite. Essa brincadeira acaba ficando cara. E a dificuldade para eles colocarem mais frutas no prato.

No geral foi um hotel que eu gostei muito e que com certeza eu voltaria se retornasse a Chiang Mai.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s